Templo do Som

Bem Vindos ao Mundo da Música

Wolfmother: A Banda Que Veio da Austrália

Posted by Paulo Grossi em julho 29, 2006

wolfmother-2006.jpg

Quem dizia que o hard rock morreu por não poder trazer mais nada de novo após os anos 80, está na hora de rever seus conceitos. O Wolfmother mostra que é possível fazer um som alternativo moderno, nos fazendo lembrar de bandas clássicas dos anos 70 como Black Sabbath e Led Zeppelin.

E falando em Black Sabbath, a voz do vocalista Andrew Stockdale lembra bastante a de Ozzy Osbourne, enquanto que o som nos remete a um White Stripes com muito mais influências setentistas. Curioso? Confira a música “Apple Tree”, que lembra bastante essas duas bandas, em uma só música!

As mudanças de batidas ao estilo hard rock clássico estão presentes em quase todas as faixas do álbum, nos fazendo esquecer um pouco as tendências atuais de fazer um som simples e garageiro. O Wolfmother, usando apenas guitarra, baixo e bateria (e poucos arranjos extras em algumas músicas), consegue variar até não poder mais… para então variar ainda mais!

As faixas “Where Eagles Have Been”, “Mind’s Eye” e “Tales” têm tantos altos e baixos, suavidade e peso, lentidão e agitação, que nos levam à pergunta: afinal, essas músicas são rocks ou baladas? Talvez seja melhor nem perder tempo pensando nisso, e assim se entregar de vez ao som.

Mas para os apreciadores de rock mais simples e garageiro, a banda traz as vibrantes “Woman”, “Joker & The Thief” e “Pyramid”, com suas batidas “blueseiras”, guitarras distorcidas e vocais “rasgados”.

E as concorrentes a melhor música do álbum são “Dimension”, “White Unicorn” (principal single do álbum até o momento) e “Love Train”, que estranhamente foi lançada nas versões americanas e inglesas do álbum, mas não na versão original australiana. E o ponto alto da referência ao som do Black Sabbath está na pesada e cadenciada “Colossal”, com direito a “trechinho acelerado” no maior estilo Led Zeppelin.

Nenhuma resenha poderá ser completa o suficiente para descrever os vários detalhes do álbum. Então fica a sugestão: ouça o álbum do Wolfmother o quanto antes, e testemunhe essa união perfeita entre rock alternativo, hard rock e sons psicodélicos. E acredite, a “indústria do hype” acertou em cheio com essa banda!

Resenha: Whiplash

Links para ouvir e baixar:
download

Anúncios

7 Respostas to “Wolfmother: A Banda Que Veio da Austrália”

  1. Alvim said

    Vai toma no c#****, que sonzera meu irmão!!! Altamente recomendável para quem gosta de rock, seja lá qual for o rock (eles tocam um pouco de tudo mesmo)

  2. OS BONS TEMPOS ESTÃO VOLTANDO A TODO VAPOR, A VEIA SETENTISTA DESSES CARAS ESTÁ A FLOR DA PELE, QUE SONZERA. MUITO BOOOOOOM!!!

  3. Wellington said

    ABSURDOOOOOOOOO!!!!

    O SOM DESSES MALUCOS EH MT XOU!!!
    QD OUVI PELA PRIMEIRA VEZ, TORCI O NARIZ, QD OUVI PELA 2ª NÃO RESISTI E BAIXEI ALGUMAS MUSICAS… SÓ AINDA NÃO CONSEGUI ACHAR O CD…

    MAS ELES SÃO D+, PRECISAMOS DE BANDAS COMO ESSA! ESSE É O VERDADEIRO ROCK… E NÃO ESSAS ME@#$%$# DE SIMPLE PLAN, YELLOW CARD E CIA…

  4. André said

    Cara, que sonzera!!!!
    Típico som que faz a galera delirar…
    Trazendo de volta a piração dos anos setenta!!!
    Banda que é considerada por muitos como a nova geração do estilo que consagrou bandas como Sabbath e Led!!!
    Indiscutível, pra mim uma das melhores atualmente.

  5. pacelli said

    KaRACAS BROTHERS, CURTI MUITO LED, SABBATH E OS ROCK ALTERNATIVOS KI SURGIRAM NOS ANOS 70, MAS WOLFMOTHER TROUXE AKELE CALAFRIO E EMPOLGAÇÃO QUE SÓ OS LENDARIOS CONSEGUIRAM, VIVA O ROCK RESSURETO, ANOS 70 VOLTA PRA DETONAR ESSAS BANDAS DE MERDAS QUE SURGIRAM TENTANTO ENTERRAR A VERDADEIRA INFLUENCIA DO ROCK,ESPERO QUE COM ESSE EXEMPLO SE INICIE UMA NOVA ERA DE INFLUENCIAS NO VERDADEIRO ROCK, KI OUTRAS BANDAS POSSAM USAR ESTE GRANDE EXEMPLO E TRAZER DE VOLTA ALGO QUE NUNCA MORREU, SO ESTAVA ESQUECIDO NO TEMPO DA DESGRAÇA MTV…

  6. pacelli said

    A COMEÇAR PELA CAPA QUE MAIS PARECE UM DISCO DE VINYL DOS ANOS 70 QUER SE APROXIMA DA ARTE DE LED ZEPPELIN…
    ABSURDO DE SHOW
    RECOMENDO

  7. Renato said

    Som alucinante, meu!!!
    Não tem praticamente nada de novo, simplesmente um misto de tudo o que é bom do ROCK…
    Banda muito compentente.
    Meus garotos de 18 e 22 anos que me apresentaram…
    É de pirar o cabeção!!!
    Parabéns pela postagem.

    Aproveitei e colei para o meu blog:

    http://rockxigenio.blogspot.com/

    Abração…

    Renato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: